“Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração…” (Provérbios 4:23)

Homem ousado, perspicaz e destemido, teve ascensão meteórica e logo se tornou a pessoa mais importante do país, respeitado e reconhecido mundo afora. A vaidade e culto às próprias conquistas se tornaram sua marca registrada, o que lhe gerou inimigos gratuitos e fez multiplicar o número de expectadores que aguardavam ansiosos sua improvável queda… Mas, ela veio! Foi traído por sua própria vaidade e a sensação de ser inatingível, desdenhou dos riscos, e, num instante, se viu abandonado pelos que antes o apoiavam, enganado por gente próxima, acabou perdendo o que conquistou, envergonhado publicamente, até ameaçou fugir, mas havia perdido o poder que já deteve, foi preso e algemado à vista de todos, tendo a cabeça raspada, virou piada nacional… Um herói convertido em palhaço!

Certamente, você já entendeu que a narrativa acima conta a história de Sansão. Ok, não há problema em ter pensado no Eike Batista, o enredo se amolda perfeitamente ao personagem, mudam as distrações, os ídolos e o cenário, mas a raiz do problema se repete: Um coração corrompido!

O triste estágio em que chegou o empresário Eike Batista não pode ser explicado apenas por uma contingência mercadológica, ou pela crise econômica, mas passa, sobretudo, pela síndrome de Sansão! Depois de acumular um patrimônio (que se dizia líquido) de 30 bilhões de dólares e ser considerado o 5º homem mais rico do mundo pela conceituada Revista Forbes, Eike queria mais, e afirmou que sua única dúvida era se ultrapassaria primeiro colocado no ranking pela direita ou pela esquerda…

Comumente me fazem uma pergunta capciosa: “Jogar na loteria é pecado?”, costumo afirmar categoricamente que não há um texto sequer que proíba tal prática na Bíblia, como também, em tese, não é errado depender de “sorte” para contemplação em um consórcio ou título de capitalização… Mas sempre finalizo minha resposta propondo uma hipótese: “suponha que você ganhe 80 milhões na Mega Sena num dia, e, no outro, Jesus apareça de forma inconteste em sua frente e lhe diga: ‘Se você quer ser perfeito, vá, venda os seus bens e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro no céu. Depois, venha e siga-me!’, o que faria?”. Se você relutaria sinceramente em obedecer este simples conselho do Senhor – que renunciou a tudo por nós – a resposta clara é que jogar na loteria é um pecado mortal na sua vida!

Costumamos olhar para a Lei do Velho Testamento e ver absoluta frieza e peso naquelas letras, uma Lei absolutamente dura! Mas, o que muitos não percebem, é que o Evangelho de Cristo nos apresenta uma Lei ainda mais dura! No mais poderoso de seus sermões, Jesus agrava a Lei do Velho Testamento, e diz que se o primeiro mandamento ordenava “não matar”, Ele diz que aquele que, em seu coração, se encoleriza contra o seu próximo, já o matou! Também a Lei dizia que não se deve adulterar, mas Jesus afirma que aquele que, em seu coração, deseja levianamente uma pessoa casada, já cometeu o adultério!

Diga-se, Jesus não queria mostrar equiparação ou gradação de pecados, o objetivo dele era apenas esclarecer que diante de Deus não se pode fingir! Os fariseus se julgavam perfeitos porque obedeciam todos os pontos da Lei, embora tivessem corações apodrecidos, adoravam a um Deus que não conheciam, viravam o rosto para uma mulher, quando, dentro si, desejavam carnal e ardentemente possuí-la…

O pecado de Sansão não foi Dalila, ou sua primeira mulher, que conheceu na cidade de Timna, seu grande erro foi cultivar um coração corrompido, se apaixonar por si mesmo e julgar que ele mesmo se bastava! Até que chegou o dia em que achou que venceria como antes, mas não percebeu que o Espírito de Deus já não estava sobre ele… Seu coração corrompido o fez desejar muitas mulheres, sua grande conquista foi também o motivo da sua queda.

Eike Batista se orgulhava de um grande trunfo, não precisar de um curso superior para empreender, com isso estampava a todos que venceu pelos méritos, sem a participação de ninguém mais, e, assim, vendia ao mundo seu produto mais precioso e cultuado: Sua própria imagem… Triste infortúnio é ver que o curso superior que não lhe fez falta alguma durante seu apogeu, poderia lhe conferir um mínimo de dignidade no momento de sua queda.

O pecado de Eike Batista não foi ter dinheiro, seu grande erro foi cultivar um coração corrompido, se apaixonar por si mesmo e julgar que ele mesmo se bastava!

Não há motivo para felicidade ou alegria revanchista em ver um pobre pecador ser preso da forma como foi o Eike Batista, não sou melhor do que ele em absolutamente nada, contudo, não oro por um habeas corpus, pela Recuperação Judicial do grupo OGX, mas para que Deus lhe dê um novo coração, e, assim como Sansão, receba uma nova chance para que seu cabelo volte a crescer (literalmente!).

Recebemos com os péssimos exemplos de Eike e Sansão o importante alerta de que os valentes também caem e os heróis também sangram. Os nossos melhores sentimentos estão sempre onde está o nosso tesouro, tantas vezes nos falta prazer em buscar a Deus e viver sua preciosa vontade, isso quase sempre tem um motivo claro: Isto não é nosso tesouro, e sim uma obrigação que não dá prazer… Quando você descobrir realmente o tamanho e valor desse Jesus, nada mais terá tanto peso, Ele será seu tesouro, e, naturalmente, sem qualquer esforço, seu coração estará nEle.

É importante hoje guardarmos dinheiro, recordações, bens, amizades, preservarmos coisas que nos serão sempre úteis, mas, de verdade, sobre tudo o que se deve preservar, guardar o coração é fundamental, porque a boca expressa o que dele se enche… Porque quando ele armazena e esconde a Palavra de Deus, não há pecado em nossas obras… Porque quando ele é sábio, fica fácil contar nossos dias… e porque dele procedem as fontes da vida.

Em Cristo, que sonda e esquadrinha os corações.

Saulo Daniel Lopes
saulo@jesuscopy.com

Comentários

Comentários

Comentários

Comentários

© Copyright - JesusCopy